Artigo:
 
A T I T U D E S    E    S E N T I M E N T O S
 
 

Segundo Dr.Klaus (espírito amigo que nos auxilia no trabalho de psicografia, e médico espiritual que realiza as cirurgias espirituais em nossa casa) nem sempre nossas atitudes estão em harmonia com nossos sentimentos; o correto seria termos um equilíbrio e similitude entre o que FALAMOS - FAZEMOS E SENTIMOS.

É por essa razão, que as vezes ouvimos companheiros de jornada, dizendo: "não seis por que estou perturbado espiritualmente ? não falei palavrão, não briguei com o vizinho, então por que estou influenciado por um espírito inferior?

Isso ocorre porque a senha de acesso que os espíritos inferiores se utilizam para chegar ao nosso coração, e exatamente o nosso sentimento.Palavras podem ser dissimuladas, atitudes podem ser dissimuladas, no entanto ninguém consegue dissimular o que está sentindo.

Precisamos admitir que nem sempre nossas atitudes nobres são movimentadas por sentimentos nobres. O amigo Klaus sugere que façamos as seguinte indagações a nós mesmos, a fim que possamos entender melhor o que se passa no nosso mundo intimo:

 

Quando eu crítico alguém, qual o sentimento que me levou a ter essa atitude, preocupação com a pessoa ou inveja?

Quando eu digo que amo meu filho e por isso não permito a aproximação de nenhuma candidata a nora, qual o sentimento que está presente em meu coração, amor ou sentimento de posse?

Quando agüento calado as calúnias que me fazem, o que acontece com meu mundo intimo, ele permanece em paz ou passa a cultivar magoas e desejo de vingança?

Dessa maneira, queridos amigos estejamos atentos com aquilo que sentimos.Vale fazer um lembrete especial aos médiuns e dirigentes espíritas mas desatentos: "NÃO PODEMOS SUBSTITUIR A REFORMA INTIMA PELO NÚMERO EXPRESSIVO DE OBRAS REALIZADAS"

 
      Agnaldo Paviani  
  ______________________

Texto elaborado em fevereiro de 2008.